Defensoria Pública e Prefeitura de Socorro buscam solução para melhorar saúde pública no município

15 de junho de 2018

Defensoria Pública e Prefeitura de Socorro buscam solução para melhorar saúde pública no município

 

Demandas que chegam à instituição poderão ser solucionadas de forma extrajudicial e com maior celeridade

 

Os defensores públicos do Núcleo de Saúde da Defensoria Pública do Estado de Sergipe, Saulo Lamartine, Guilherme Cavalcanti, Gustavo Dantas e Carolina D`Avila Melo se reuniram no último dia 11, com o secretário Municipal da Saúde de Nossa Senhora do Socorro, Enock Luiz e demais servidores para buscar a integração do município à Câmara de Resolução de Litígios de Saúde da Defensoria Publica e a fixação de fluxograma para solução administrativa das demandas de saúde pública .

 

De acordo com o defensor público e diretor do Núcleo da Saúde, Saulo Lamartine, o objetivo foi apresentar o projeto da Câmara de Resolução de Litígios da Saúde da Defensoria Pública – CRLS e integrar o Município de Socorro para resolução administrativa das demandas de saúde de forma célere para os assistidos e menos onerosa para o erário público.

 

“A CRLS aproxima os atores sociais responsáveis pela prestação dos serviços de saúde e àqueles responsáveis pela sua efetivação, permitindo não só o aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS), mas, principalmente, a resolução administrativa de forma célere e eficaz, dos pleitos relativos aos produtos, insumos e serviços de saúde pública, o que traz maior satisfação ao assistido, além de economia aos cofres públicos por evitar e reduzir sequestros judiciais para concretização do direito constitucional à saúde. Assim, a participação do Município de Socorro na CRLS não só amplia o âmbito de atuação desta, mas também os benefícios à sociedade, ao erário e ao sistema único de saúde”, disse Lamartine.

 

O secretário de Saúde, Enock Luiz, destacou a importância da parceria para a celeridade dos procedimentos de saúde. “Essa parceria é importante porque vamos estreitar esse laço e tentar resolver o mais rápido possível o problema dos pacientes, que muitas vezes não procuram a Secretaria e recorrem à Defensoria. Essa iniciativa da instituição fará com que todos os coordenadores do município passem a falar a mesma língua, saber lidar com o problema do assistido, de como deve dirigir o paciente e direcioná-lo para solução do procedimento, evitando que fique rodando de posto em posto sem solução. Essa busca da Defensoria em resolver as questões de saúde dos assistidos, de forma extrajudicial, conscientiza os gestores e faz com que o município busque resolver em tempo hábil o problema do paciente”, enfatizou. 

 

De acordo com Saulo Lamartine, a Secretaria Municipal de Saúde de Socorro já disponibilizou um servidor do órgão na Câmara de Resolução de Litígios da Defensoria Pública para solucionar todas as demandas de saúde que chegam à instituição.

 

Também participaram da reunião, a diretora de Saúde, Luciana Bastos Pinheiro; assessora técnica, Carilane Laranjeira Tomiello; coordenadora da Atenção Básica, Joelma Souza Silva; coordenador do Controle e Avaliação, Pablo Silva; a coordenadora de Regulação, Caroline Moura de Menezes; assistente social do Programa Mulher em Casa, Fernanda Silva Santos; assistente social e coordenadora do NASF, Eline Rabelo Sotero; da coordenadora de Média e Alta Complexidade, Larissa do Nascimento e da assessora jurídica da Secretaria Municipal de Aracaju, Leila Oliveira.

 

Por Débora Matos 

Expresso Livre

?
image6618