Defensoria Pública realiza 7ª Edição do Natal de Resgate no Presídio Feminino

11 de dezembro de 2018

Defensoria Pública realiza 7ª Edição do Natal de Resgate no Presídio Feminino

 

Emoção e alegria marcam dois dias de confraternização das internas com a família

 

Defensora Pública, Talita Azevedo

O último final de semana foi especial para as internas do Presídio Feminino (Prefem), localizado no município de Nossa Senhora do Socorro. Durante o sábado (8) e domingo (9), centenas de internas da unidade prisional puderam se confraternizar com a família durante o Natal de Resgate, promovido pelo Núcleo de Execuções Penais da Defensoria Pública do Estado de Sergipe em parceria com empresas privadas, defensores públicos, servidores e estagiários.

 

O projeto foi criado em 2011 com o objetivo de promover as relações afetivas que são rompidas quando a interna passa a cumprir pena no sistema carcerário, resgatando os laços afetivos com a família.

 

A sétima edição do Natal de Resgate contou com distribuição de presentes para a criançada, lanches e animação do grupo Trupe Cosquinhas, que emocionou as internas ao percorrer os corredores do presídio cantando músicas de natal e fazendo estripulias. 

 

Pela primeira vez participando do Natal de Resgate a defensora pública e integrante do Núcleo de Execuções Penais, Talita Azevedo, demonstrou entusiasmo em poder contribuir para o projeto. “Faço parte do Núcleo há um ano e seis meses e pela primeira vez estou participando do projeto, que é de suma importância para as internas confraternizarem com a família e festejarem o natal. Para nós, Defensores Públicos, é gratificante participarmos desse momento único de alegria e diversão. É na Defensoria Pública que elas depositam a esperança de poder conquistar a liberdade e estar perto dos seus familiares, afinal, estamos dando assistência o ano todo através dos seus familiares ou em visitas na unidade prisional”, pontuou.

 

Para a interna Eliane Gomes da Silva, a festa é esperada anualmente. “Todas ficam ansiosas para rever a família. Contamos com essa confraternização todos os anos, desde quando começou com Dr. Daniel Nunes, que sempre fez questão de não deixar faltar um ano sequer e de trazer presentes para nossos filhos. A Defensoria Pública tem sido maravilhosa com a gente”, declarou.

 

A ex-comerciária Andrea Barbosa Silva, 29 anos, disse que a ação da Defensoria é muito importante para rever a família. “Passamos a semana toda sem poder ver a família e somente uma vez por mês podemos ficar perto dos nossos filhos. Nessa confraternização tenho a oportunidade de curtir mais a minha filha em um clima alegre e de espírito natalina. Estou bastante feliz por esse momento único”, relatou emocionada.soria Pública. “Ação como esta é muito positiva, uma vez que no mês de Dezembro as internas ficam tristes por não passarem o Natal com a família e as pessoas que tanto amam. A Defensoria traz esse calor humano, além do trabalho que faz dentro da unidade prisional dando assistência as internas que não têm advogados constituídos nos seus processos. É uma ação de fora para dentro, pois elas perderam o direito de ir e vir por estarem custodiadas e a oportunidade de estarem próximas dos seus entes. Estamos sempre de portas abertas para a Defensoria Pública, uma instituição que trabalha para proporcionar dignidade e alegria ”, destacou.

 

Voluntários: Defensores Públicos Talita Azevedo e Eunices Bezerra; a servidora Denise Santos Sobral; estagiários da Defensoria Pública e Trupe Cosquinhas. 

 

Parceiros: Construtora Impacto, Festa Fácil, Cacau Confeitaria, Casa da Baviera, Ita Bolos, Sergisucos, Hiper Santos, Senac/SE, Ponto dos Doces e Salgados, Só Doces, Extra, familiares de Maria Victória, Distribuidora Guaramix, Giro Rápido, Tok Cosméticos, Apple, Fasouto, Padaria União, Pandoro, Comel, Defensores Públicos, estagiários e ex estagiários do NEP, Construtora União, Economize e Trupe Cosquinhas.

 

Por Débora Matos 

Expresso Livre

?
image6618