Defensoria Pública participa da posse do Governador Belivaldo Chagas

1 de janeiro de 2019

Defensoria Pública participa da posse do Governador Belivaldo Chagas

 

O defensor público-geral, José Leó Neto; o subdefensor geral, Vinícius Barreto e o presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado, Herick Argôlo, prestigiaram a posse do defensor público aposentado, Belivaldo Chagas, no cargo de Governador do Estado de Sergipe e da vice-governadora, Eliane Aquino.  A solenidade aconteceu no final da tarde desta terça-feira, 1º, no Plenário da Assembleia Legislativa do Estado.

 

Em seu discurso de posse, Belivaldo Chagas agradeceu a confiança e manifestação de apoio do povo sergipano. “A expressividade do resultado das urnas não permite afastar-me da esperança, sentimento que não é um vago anseio ou uma expectativa sem lastro na realidade. Na verdade, o que sinto é uma imensa confiança em Sergipe. Confiança na capacidade que teremos de transformar as agruras do presente num futuro promissor, na força e na determinação dos sergipanos. Essa confiança é igualmente partilhada pela mulher que me deu a honra de, aceitando ao meu convite, vir compor como vice a chapa que pleitearia o governo. Eliane Aquino foi uma exemplar aquisição, um complemento virtuoso para o sucesso de um projeto ao qual aderiu o povo sergipano. Eliane é efetivamente um dos motivos fortes dessa adesão”, mencionou.

 

O governador empossado se emocionou ao citar o saudoso Marcelo Déda. “À Eliane, o destino reservou o papel de colher aqueles sorrisos dos sergipanos que Marcelo Déda, na sua corajosa e espiritualizada aproximação com a inevitável passagem, dizia que eram a suprema motivação para o seu sacrifício: os rostos felizes dos sergipanos com o resultado dos projetos pelos quais denodadamente lutava. Juntos, eu e Eliane iremos buscar aqueles sorrisos que Déda sabia não iria vê-los, mas que eram a inspiração e a força guiando os seus últimos passos”, relembrou.

 

Ao final do discurso, Belivaldo Chagas agradeceu a relação harmônica e produtiva com a Defensoria Pública ao mencionar o ex-defensor geral Jesus Jairo Lacerda e o atual defensor geral Leó Neto. 

 

O Defensor Geral  falou da expectativa para o governo de Belivaldo Chagas. “A posse do governador é mais uma esperança para o estado de Sergipe. Um governador competente, que já chegou realmente resolvendo problemas importantes do estado de Sergipe, e a Defensoria Pública não poderia deixar de estar presente, até porque é um defensor público aposentado e toda a Defensoria Pública se alegra com isso”, destacou Leó Neto.

 

 

A vice-governadora Eliane Aquino agradeceu a confiança dos sergipanos e reiterou o compromisso com o crescimento do estado. “Espero que nós tenhamos tudo que a nossa população precisa, capacidade, sensibilidade e a humildade de realmente fazer uma gestão que seja para todos. Somos governador e vice-governadora de praticamente dois milhões de sergipanos e sergipanas. E pensando assim, eu só tenho que agradecer por estarmos aqui, por nossa história, por tudo que nós construímos até hoje. Daqui pra frente, é seguir e fazer cada vez mais o estado de Sergipe um lugar melhor pra se viver”, enfatizou.

 

Crise financeira – Belivaldo prevê para 2019 um déficit na ordem de mais de R$ 500 milhões e anuncia cortes de despesas. “Teremos de sair em busca de recursos extraordinários e cortar despesas, tendo ao mesmo tempo a urgência de assegurar investimentos que contribuam para amenizar a elevada taxa de desemprego. Mas isso dependerá de muitas ações complexas que terão de ser adotadas havendo sintonia entre os Poderes e compreensão na sociedade. Não governarei fazendo concessões à comodidade, nem protelando a adoção de medidas por mais difíceis que sejam, mas não estarei trancado numa sala de isolamento distante da população, surdo aos seus sentimentos, alheio às suas agruras do dia a dia. Espero contar com a solidariedade dos sergipanos, das instituições, das organizações da sociedade civil  e para isso estarei aberto e empenhado na manutenção de um diálogo permanente e construtivo. Nada decidirei sem dialogar com a sociedade, sem partilhar com os Poderes, especialmente com o Legislativo as minhas preocupações administrativas, e, em conjunto, discutiremos e traçaremos objetivos”, disse.

 

Transparência – Em entrevista coletiva, o governador empossado afirmou que teve que adotar algumas medidas em virtude da necessidade de cumprir os limites constitucionais em relação à saúde e educação. “Tivemos que “raspar o tacho” para cumprir as obrigações com relação à saúde e educação. O déficit orçamentário é grave, preocupante e vamos ter que apertar cada vez mais o cinto para cumprir com a folha de pagamento. Este ano será extremamente difícil sob pena de comprometer, se não agirmos com transparência e pulso forte, o restante da administração. Eu e Eliane faremos um governo totalmente aberto e transparente e não podemos decepcionar a população. Na primeira quinzena de fevereiro apresentarei a sociedade o relatório do que será o governo e de que forma nós viramos o ano”, anunciou.

 

 

Histórico – Belivaldo Chagas exerceu as funções de secretário de Educação e da Casa Civil. É defensor público aposentado, já foi deputado estadual por quatro legislaturas, secretário de Estado da Articulação com os Municípios, coordenador Geral do Projeto Nordeste e diretor-presidente da Segrase. Em 2007, foi eleito para o primeiro mandato como vice-governador do Estado, junto com o governador Marcelo Déda, cargo que ocupou até 2010. Já em 2015, foi eleito vice-governador de Sergipe pela segunda vez, tendo Jackson Barreto como governador para o exercício até 2018. Na última eleição, Belivaldo Chagas e Eliane Aquino foram eleitos com 679.051 votos, maior votação registrada em segundo turno em pleitos eleitorais no estado.

 

Presenças – Estiveram presentes, compondo a Mesa Diretora da Posse, o desembargador Rui Pinheiro, representando do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ/SE); o desembargador federal Carlos Ribeiro Júnior, representando o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5); o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Josenito Vitale; o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira; o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE), Ulices Andrade; o procurador-geral do Ministério Público do Estado de Sergipe (MPE/SE), Eduardo Barreto D’Ávila; o Defensor Geral da Defensoria Pública do Estado de Sergipe (DPE/SE), José Leó de Carvalho Neto e o deputado federal Fábio Reis.

 

Logo após foi celebrada uma Missa de Ação de Graças no Santuário Nossa Senhora Aparecida, no conjunto Bugio. A celebração representa um momento de reflexão e agradecimento para os gestores eleitos.

 

Por Débora Matos                                                           

Expresso Livre

?
image6618