Defensoria Pública presta assistência jurídica na Ação Solidária Renovada

2 de dezembro de 2019

Defensoria Pública presta assistência jurídica na Ação Solidária Renovada

 

A Defensoria Pública do Estado participou no último sábado (29), da Ação Solidária Renovada, um mutirão de atendimento realizado pela Igreja Presbiteriana Renovada. Foram disponibilizados diversos serviços gratuitos para a população hipossuficiente. A ação aconteceu na Rua Fernando Xavier de Oliveira, no Distrito Industrial, em Aracaju.

 

Durante o mutirão da cidadania os defensores públicos, Andreza Tavares e Richesmy Libório, prestaram orientação jurídica sobre usucapião, pensão alimentícia, questões de direito do consumidor e criminal.

 

Para Andreza Tavares, a ação simboliza a preocupação e o compromisso social que a igreja tem para com a população hipossuficiente. “O cidadão às vezes não tem condições de se deslocar para uma unidade da Defensoria Pública e eventos como esse proporcionam o acesso e aproxima cada vez mais a população da instituição. Foi uma ação muito organizada e com diversos serviços essenciais, o que demonstra preocupação e compromisso social da igreja. A Defensoria Pública agradece o convite e está à disposição para outros que surgirem”, pontuou.

 

Feliz com o resultado, a pastora Cláudia Andrade destacou a participação da Defensoria Pública. “Só temos a agradecer à Defensoria pela parceria. Chegamos à região há dois anos e nosso sonho era realizar uma ação voltada para esses bairros tão carentes. A Defensoria somou muito, onde tivemos depoimentos de pessoas atendidas que elogiaram o trabalho dos defensores públicos, o que nos deixa bastante felizes”, enalteceu.

 

A cozinheira Luciana de Oliveira esteve no estande da Defensoria Pública para regularizar seu imóvel. “Tenho um imóvel há 35 anos e não tenho escritura, somente o recibo. Estou com a documentação para dar entrada há dias e sem tempo, por isso, aproveitei essa ação para regularizar minha casa. Busquei também orientação para que meu irmão possa retificar o seu nome que está errado na Certidão. A participação da Defensoria foi ótima porque a gente fica mais informada sobre nossos direitos”, disse.

 

A Ação Solidária Renovada contou também com serviços médicos, nutrição, odontologia, psicologia, corte de cabelo, estética, atividades físicas, orientação educacional, bazar e outros.

 

Participaram também da ação os servidores Tainá Noronha, Joelma Carvalho, Carolina Pereira e Mariana Roza. 

 

Por Débora Matos

Expresso Livre

?
e-doc

Tamanho da Fonte